Fundacentro – Manuais, Guias, Livros e Normas Técnicas em PDF

Histórico

Criada oficialmente em 1966, a FUNDACENTRO teve os primeiros passos de sua história dados no início da década, quando a preocupação com os altos índices de acidentes e doenças do trabalho crescia no Governo e entre a sociedade. Já em 1960, o Governo brasileiro iniciou gestões com a Organização Internacional do Trabalho (OIT), com a finalidade de promover estudos e avaliações do problema e apontar soluções que pudessem alterar esse quadro.

A ideia de criar uma instituição voltada para o estudo e pesquisa das condições dos ambientes de trabalho, com a participação de todos os agentes sociais envolvidos na questão, começou a ganhar corpo. Proposta nesse sentido foi apresentada em março de 1964, durante o Congresso Americano de Medicina do Trabalho, realizado em São Paulo.

Em 1965, após a visita ao País de especialistas da OIT, e de novos estudos sobre as condições necessárias para a implantação da iniciativa, o Governo Federal decidiu pela criação de um centro especializado, tendo a cidade de São Paulo como sede da nova instituição, em função do porte de seu parque industrial.

Assim, em 1966, durante o Congresso Nacional de Prevenção de Acidentes, realizado em São Paulo, foi oficializada a criação da FUNDACENTRO, que teve sua primeira sede instalada no bairro de Perdizes. Datam dessa fase inicial da entidade os primeiros estudos e pesquisas no País sobre os efeitos de inseticidas organoclorados na saúde; da bissinose (doença ocupacional respiratória que atinge trabalhadores do setor de fiação, expostos a poeira de algodão e juta); sobre as conseqüências das vibrações e ruídos em trabalhadores que operam marteletes; sobre o teor da sílica nos ambientes de trabalho na indústria cerâmica e ainda sobre os riscos da exposição ocupacional ao chumbo.

 

Guia de Diretrizes e Parâmetros Mínimos para a Elaboração e a Gestão do Programa de Conservação Auditiva – PCA

 

Metodologia para Dimensionamento de Sistemas de Guarda-corpo e Rodapé

 

 

Guia Técnico sobre estratégia de amostragem e interpretação de resultados de avaliações quantitativas de agentes químicos em ambientes de trabalho

 

Programa de Prevenção de Acidentes com Materiais Perfurocortantes em Serviços de Saúde

 

Manual de Orientação sobre o Programa de Controle Médico Ocupacional (PCMSO) da Exposição a Substâncias Químicas

 

 

Aspectos de Prevenção e Controle de Acidentes no Trabalho com Agrotóxicos

 

 

Engenharia de Segurança do Trabalho na Indústria da Construção Civil

 

Diretrizes Sobre Sistemas de Gestão da Segurança e Saúde no Trabalho

 

Manual de Educação em Segurança e Saúde no Trabalho

 

Estimativa de exposições não contínuas a ruídos

 

Elaboração, Planejamento e Gestão do PCMAT

 

Prevenção de Acidentes com Animais Peçonhentos

 

 

NORMAS DE HIGIENE OCUPACIONAL – NHO

 

NHO 01 - Avaliação da Exposição Ocupacional ao Ruído

 

NHO 02 - Método de Ensaio - análise qualitativa da fração volátil (vapores orgânicos) em colas, tintas e vernizes por cromatografia gasosa / detector de ionização de chama
REVOGADA

 

NHO 03 – Análise Gravimétrica de Aerodispersóides Sólidos Coletados Sobre Filtros de Membrana

 

NHO 04 – Método de Coleta e Análise de Fibras em Locais de Trabalho

 

NHO 05 – Avaliação da Exposição Ocupacional aos Raios X nos Serviços de Radiologia

 

NHO 06 – Avaliação da Exposição Ocupacional ao Calor

 

NHO 07 – Calibração de Bombas de Amostragem Individual pelo Método da Bolha de Sabão

 

NHO 08 - Coleta de Material Particulado Sólido Suspenso no Ar de Ambientes de Trabalho

 

NHO 09 - Avaliação da Exposição Ocupacional a Vibrações de Corpo Inteiro – PDF

 

Scroll Up